Técnicas de estimulação cerebral têm sido empregadas em medicina desde remotas eras. Por exemplo, há descrição do uso de peixes elétricos aplicados à cabeça na antiguidade para tentar tratar epilepsias e dores de cabeça.

De maneira sistematizada, apenas a partir de 1938, com o advento da eletroconvulsoterapia, tivemos uso regular de corrente elétrica de forma terapêutica. Trata-se de técnica que, modernizada, está em uso até os dias atuais. A ela se agregaram uma série de novas formas de tratamento com neuroestimulação, como a estimulação magnética transcraniana repetida, a estimulação transcraniana por corrente alternada, a estimulação do nervo vago, a estimulação do nervo trigêmeo e a estimulação transcraniana por corrente contínua. Além das técnicas não invasivas, há ainda o uso de estimuladores implantáveis, como estimulação cerebral profunda para o tratamento de diferentes quadros neuropsiquiátricos, como Parkinson.

O presente curso pretende explorar a técnica de estimulação transcraniana por corrente contínua ETCC (transcranial direct current stimulation – tDCS). É uma técnica não-invasiva baseada na aplicação terapêutica de corrente elétrica contínua de baixa amperagem (1 a 4 mA), de forma a estimular ou inibir determinada região cerebral. Tem vantagens como facilidade na aplicação, baixo custo, pouco ou nenhum efeito colateral e portabilidade do aparelho. A popularização se deu a partir dos anos 2000, com série de estudos para tratamento da depressão, incluindo importantes estudos de pesquisadores nacionais. A maior parte dos protocolos atualmente utiliza 2 mA aplicados na região do córtex prefrontal dorsolateral esquerdo para o tratamento de quadros depressivos. No entanto, ao longo dos anos, a técnica tem sido testada para outros quadros, como zumbido, sintomas positivos e negativos da esquizofrenia, dores neuropáticas crônicas (como fibromialgia), TOC, controle de impulsividade (por exemplo, fissura nas dependências), reabilitação pós-AVC (motora e fala), além de melhora de cognição e memória. Algumas aplicações ainda estão em estudos. Há alguns usos que já têm evidência de efetividade para uso clínico, e serão explorados no curso.

Gostaria de fazer este curso? Envie uma mensagem no formulário abaixo ou entre em contato via WhatsApp 11 94317-5173

Taxa de Inscrição: R$ 280,00 – Parcela única.

Coordenação

Profa. Dra. Maria de Fatima Rato Padin

Doutorado em Ciências pelo Departamento de Psiquiatria da UNIFESP, coordenadora do Módulo de Dependência Química do Curso de Especialização em Saúde Mental da Infância e Adolescência do Departamento de Psiquiatria Infantil – UNIFESP, Pesquisadora da UNIAD/UNIFESP no Núcleo de Família e Supervisora da Clínica Alamedas –Tratamento e Reabilitação da Dependência Química).

Prof. Douglas José Resende Lima

Psicólogo, Mestrando em Ciências da Saúde pelo Departamento de Psiquiatria Unifesp, Especialista em Dependência Química – UNIFESP, Especialista em Saúde Mental da Infância e Adolescência do Departamento de Psiquiatria Infantil – UNIFESP, Pesquisador da UNIAD/UNIFESP, Terapeuta da Clínica Alamedas – Tratamento e Reabilitação da Dependência Química.

Local do Curso

Anfiteatro da FPCS – São Paulo/SP
Rua Diogo de Faria, 1036 – Vila Mariana

Programa do Curso

Sensibilizar os profissionais para a aplicação da estimulação em grupos de pacientes com histórico de lesões cerebrais, com objetivo de aumentar a performance cognitiva em áreas do cérebro que se pretendem estimular: linguística, atenção e memória, resolução de problemas e coordenação.

O curso pretende cobrir aspectos teóricos e práticos da neuromodulação/tDCS, incluindo mecanismo de ação, aplicabilidade clínica, evidências disponíveis, posicionamento de eletrodos e manuseio dos equipamentos.

Profissionais da área de saúde interessados na técnica de estimulação transcraniana por corrente contínua ETCC.

O aluno será certificado pela Faculdade Paulista de Ciências da Saúde, mediante ao cumprimento da carga horária do Curso.

Temas:

  1. Princípios eletrofisiológicos da tDCS
  2. tDCS em depressão
  3. tDCS em reabilitação neurológica
  4. tDCS em dor crônica
  5. tDCS em esquizofrenia
  6. tDCS – outros usos possíveis
  7. tDCS em pesquisa
  8. Técnica – operação dos aparelhos e posicionamento de eletrodos

Técnicas e métodos utilizados durante o curso:

O presente curso pretende explorar a técnica de estimulação transcraniana por corrente contínua ETCC (transcranial direct current stimulation – tDCS). É uma técnica não-invasiva baseada na aplicação terapêutica de corrente elétrica contínua de baixa amperagem (1 a 4 mA), de forma a estimular ou inibir determinada região cerebral.

O curso pretende cobrir aspectos teóricos e práticos da neuromodulação/tDCS, incluindo mecanismo de ação, aplicabilidade clínica, evidências disponíveis, posicionamento de eletrodos e manuseio dos equipamentos.

Prof.  Rafael Bernardon – Diretor Técnico do CAISM Vila Mariana UNIFESP/SPDM, médico psiquiatra, mestre em psiquiatria pelo King’s College, especialista em ECT e neuromodulação, doutorando pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de SP.

Ivan Trombino Taiar – fisioterapeuta especialista em Atividade Física, exercício físico e aspectos psicobiológicos pela Universidade de São Paulo (UNIFESP – 2009).  Pesquisador em neuromodulação. Atualmente fisioterapeuta no ambulatório de autismo da Associação Paulista Para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM).

Débora Luciana Melzer – médica psiquiatra, mestre em psiquiatria pelo IPq – HC – FMUSP, especialista em ECT e neuromodulação, doutoranda pelo pelo IPq – HC – FMUSP.

Taxa de Inscrição: R$ 280,00 – Parcela única.